Times Square, fechada para carros, aumentou o faturamento de suas áreas comerciais

Imagem

Nova York é mais uma cidade que constata que a diminuição, ou mesmo a eliminação dos carros em alguns pontos da cidade, aumenta o faturamento do comércio local. A Times Square é um dos mais conhecidos espaços da cidade. À tempos sofria com problemas de congestão de pedestres e veículos. Em fevereiro de 2009 o prefeito Michael Bloomberg fechou o trecho da Broadway para os carros. Os comerciantes foram frontalmente contrários à medida. Resultado? Aumento de 50% no valor dos imóveis e na receita do comércio da praça. A principal intervenção feita no local, foi a pintura do piso da área restrita aos veículos. Bancos e mesas dobráveis foram ali colocados. Segundo a secretária do departamento municipal de transportes (NYCDOT) Janette Sadik-Khande ” As pessoas têm mais tempo para passear, comprar e desfrutar a incrível beleza da Times Square”. A secretária participou ontem do seminário “A Bicicleta em São Paulo: Políticas Públicas para Transformar a Cidade”.

Veja aqui reportagem do Jornal GGN sobre o seminário.

Anúncios

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Formação da Cidade Contemporânea e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s