Um roteiro para Barcelona

1º dia – Chegamos às 10h na Estació de França. Nos juntamos a um grupo de amigos e alugamos um belo apartamento na Rambla. Usamos a página Only-apartments que possui indicações de apartamentos por todo o mundo, inclusive no Brasil. Jogamos as malas no apartamentos e fomos direto para a Rua. A localização de nosso apartamento era fantástica o que facilitou nossa vida, pois estávamos no meio da Ciutat Vella, a região mais interessante da cidade.

Barça 1o dia

Começamos por visitar a Basílica de Santa Maria del Pi, uma das mais importantes construções religiosas da Catalunha. Sua contrução foi iniciada em 1322  e sua arquitetura tem uma característica especial: o arco ogival catalão. Este se caracteriza por uma proporção menos vertical e mais larga, do que os arcos góticos de outras partes da Europa. Fomos a Plaça Reial, projetada em 1848 por Francesc Daniel Molina i Casamajó e cujas luminárias foram desenhadas por Antoni Gaudi. Na praça existem dezenas de bares e restaurantes. A comida é um tanto irregular, mas as mesas na praça não devem ser desperdiçadas. O Glaciar é um bar de tapas clássico na cidade com chopp é bem tirado. Saímos da Plaça e seguimos pelas tortuosas e estreitas ruas do Bairro Gótico até a Catedral. Passamos pela Praça Sant Jaume, e seguimos até outra jóia da arquitetura gótica da cidade: a Igreja de Santa Maria del Mar de 1329. Continuamos na direção da Praia La Barceloneta, onde passamos o final de tarde a quarar. Depois da praia seguimos pela orla até o Port Olimpic, uma das estruturas construídas para as Olimpíadas de 1992 e cujo projeto urbanístico é de Oriol Bohigas, Josep Martorell, David Mackay e Albert Puigdomènech. Ali tomamos umas “cañas” (copo de cerveja) em um dos bares com varanda com vista para o Mar.

2º dia – Seguimos ao norte rumo ao Modernisme catalão e seu principal artífice: Antoni Gaudi. Por dentro do Bairro Gótico alcançamos a Praça Catalunya e dali o Passeig de Gràcia.

Barça 2o dia

Esta é a principal via que conecta a Ciutat Vella e a área norte da cidade. Nela e em suas ruas vizinhas encontramos vários exemplares da arquitetura catalã do início do século XX. A chamada Illa da Discòrdia é um quarteirão com várias construções significativas todas no Passeig de Gràcia: a Casa Lleó Morera (1902-06) de Luis Domènech i Montaner, a casa Amatler (1898) de Josep Puig i Cadafalch e a casa Batló (1906) de Gaudi. Do outro lado da Avenida fica outra obra-prima de Gaudi a Casa Milà, que abriga em seu último andar o bom museu Gaudi, com centenas de desenhos e maquetes sobre sua obra. Outro nome importante, porém normalmente esquecido, do Modernisme catalão é o de Pere Falqués i Urpí.  Urpí foi arquiteto municipal de Barcelona e é o autor dos bancos e luminárias do Passeig de Gràcia. Seguindo pela Carrer Provença visitamos a Casa Terrades (1903-05) de Puig i Cadafalch. Logo depois chegamos ao templo da Sagrada Família de Gaudi que participou em vida de apenas duas obras do conjunto: A Fachada da Natividade e a Escola Paroquial (1906). A maior parte do que vê hoje no local foi construído após a morte do arquiteto em 1926. Tomamos o metrô na direção de mais uma obra de Gaudi o Parque Güell. Terminamos o dia tomando umas Cañas na praia de Nova Icária.

3º dia – Saímos para visitar o museu do FCBarcelona no estádio Camp Nou. Passamos a manhã inteira por ali. Retornamos e fomos almoçar na Pulperia A’Gudiña, que fica na Carrer Entença, 2. Peixes, frutos  do mar e  e atendimento de primeira. Recomendo.

Barça 3o dia

Seguimos para o Parc Miró onde batemos uma bolinha em suas quadras. Ao lado do parque fica o shopping Las Arenas do arquiteto Richard Rogers. Em seguida fomos à Montjuïc, e passamos pelo Pavilhão Mies van der Rohe, reconstruído no início dos anos 90, pelo Museu Nacional de Arte da Catalunha, que possui expressivo acervo de arte bizantina e pelo conjunto Olímpico, construído para as Olimpíadas de 1992. Ele é composto pelas piscinas de Picornell, pela Torre de Comunicação de Santiago de Calatrava, pelo Palau Sant Jordi de Arata Isosaki e pelo Estádio Olímpico de Vittorio Gregotti. Tomamos um táxi até o Port Vell e dali para casa. Jantar muito bom no bar Kasparo, que fica na Plaça Vicenç Martorell. Tomei ali o melhor Gazpacho desta viagem. Para quem está com crianças a praça possui um parquinho bem equipado. O lugar não possui salão interno, portanto no inverno…

4º dia – Partimos para o Poble Nou até a Rambla que corta o bairro. Esta área da cidade é conhecida por abrigar centenas de estúdios de artistas e designers, e por possuir intensa atividade cultural. Há muitas lojas e restaurantes interessantes por ali. Um destes restaurantes é La Buena Vida que oferece mesas na calçada sob a sombra das á4vores. Um menu completo, bem feito e muito barato. O casal custou € 27. Saímos do Poblenou e fomos visitar o Parc Diagonal e a àrea do Forum 2004. Retorno ao centro com direito a um passeio pelo belíssimo Parc de la Ciutadella, construído para a Exposição Mundial de 1888, e pelo Passeig de Lluís Companys que desemboca no Arc del Triomf, e cujas luminárias são de Urpí. À noite voltamos à Plaça Reial para nosso jantar. Como já dito não há nenhuma experiência transcendente nos restaurante dali. Mas a beleza do lugar e seu clima animado compensam. O escolhido foi o Rossini que tem por especialidade a comida mediterrânea.

Anúncios

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Viagens e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s