Um roteiro para Londres

Aqui vão minhas sugestões para um roteiro londrino:

1. The Old Queen’s Head
44 Essex Road, Islington, London, N1 8LN
http://www.theoldqueenshead.com/
Além dos tradicionais pints, este é um dos mais importantes espaços para a música alternativa de Londres. Vale a pena conferir os shows cujos horários podem ser consultados no site da casa. E ainda se pode apreciar a lareira que decora o salão do térreo, que é tombada pelo patrimônio histórico inglês e tem mais de 600 anos.
2. Thames Clippers
http://www.thamesclippers.com/
Catamarãs velozes cruzam o rio Tâmisa de ponta a ponta. Escolha um dia ensolarado e embarque no Waterloo Pier, em direção ao Leste e desembarque no O2 pier. Ao longo do passeio, podem ser vistas todas as intervenções urbanas realizadas nos últimos anos, com diversas tipologias habitacionais. Ao chegar no O2 desça e conheça a cúpula do Richard Rogers. Depois retorne para a City. No retorno recomendo utilizar a jubilee line do metrô. Aproveite e pare em Cannary Wharf.

3. Cannary Wharf
Área do porto de Londres transformada ao longo da última década, em centro comercial da cidade. O local é cheio de altos e baixos arquitetônicos, mas o considero um passeio indispensável. No meu caso gostei da estação da linha jubilee, que é do Foster (tudo nesta cidade parece ser do Foster), com um detalhamento impecável de sua estrutura de concreto.

4. Brick Lane Market
Aos domingos um mercado de pulgas ocupa as antigas ruas do bairro dos Paquistaneses. Comidas típicas, música, roupas, pints de Guiness e muita gente.
Me diverti bastante.

5. Olympic Park
Vale a pena visitar as instalações olímpicas de 2012. Para chegar lá basta desembarcar na estação Stratford do metrô.

6. London Transport Museum
A história da cidade contada a partir da evolução de seu transporte público.
Design, Arquitetura e Urbanismo.
http://www.ltmuseum.co.uk/

7. Serpentine Gallery
Em Kensington Gardens a galeria de arte contemporânea constrói todo ano uma estrutura projetada por um renomado arquiteto. Até outubro de 2013 estará aberta a visita ao espaço projetado por Sou Fujimoto.
http://serpentinegallery.org/

8. The Regent’s Park e Regent Street
Projetados por John Nash este conjunto urbanístico e arquitetônico foi inaugurado em 1845. Espaço primoroso.

9. Islington
Visitar o bairro que foi parcialmente destruído pelos bombardeios da II Guerra Mundial, é conhecer o que de melhor foi feito em termos urbanísticos nos últimos 50 anos. Caminhar pelo bairro é a maneira mais divertida de visitá-lo. Metrô Angel. É o bairro do The Old Queens Head Pub.

10. Kew Gardens
Apesar de distante do Centro de Londres, o Jardim Botânico Real Inglês é um passeio indispensável. Talvez o mais interessante exemplar do paisagismo inglês o parque foi criado em 1759 e declarado Patrimônio da Humanidade em 2003 pela Unesco. Além de seu acervo botânico Kew possui ainda um belo conjunto arquitetônico onde merecem destaque suas imensas estufas vitorianas.                     http://www.kew.org

Anúncios

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Viagens e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s