Lixo do Tietê pode salvar favela de Carapicuíba

Diário de São Paulo

Prefeito quer receber dejetos da capital em troca do terreno onde vivem 700 famílias: a Favela Savoy Juca Guimarães
juca.guimaraes@diariosp.com.br

A prefeitura de Carapicuíba negocia com o Daee (Departamento de Águas e Esgotos de SP) uma solução polêmica para a crise na Favela do Savoy, que fica em um terreno particular no bairro Ana Estela com ordem judicial de reintegração de posse programada para o dia 6 de março, às 6h. No local vivem cerca de 700 famílias e o município não tem um espaço para abrigar os despejados.

O prefeito Sérgio Ribeiro quer que a Daee compre o terreno e doe para a prefeitura em troca do transbordo dos dejetos retirados dos rios  Pinheiros e Tietê (na capital) para o Lago Carapicuíba, onde existe um lixão e uma favela com 250 famílias.

A Daee já leva os detritos de São Paulo para Carapicuíba desde agosto do ano passado, sem nenhuma contrapartida.

Até julho, a terra suja retirada dos rios da capital era levada para um terreno particular em Itaquaquecetuba. O trajeto de 68 km foi substituído por um de 10 km. Sem o aluguel  do terreno e gastando menos com a despesa de locomoção dos detritos, a Daee deve economizar cerca de R$ 25 milhões por ano. O terreno onde está a Favela do Savoy está avaliado em R$ 27 milhões. A Savoy Imobiliária e Construtora, que administra a área em nome dos herdeiros, afirmou que já houve uma negociação com a prefeitura  para a venda do terreno.

A prefeitura de Carapicuíba também discute com o governo  federal a construção de préddios no perfil  do programa “Minha Casa, Minha Vida” no local da favela. Outra solução seria a construção dos prédios em outro local.

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Espaço Sustentável e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s