Custo para manter usinas nucleares francesas dobrará entre 2011 e 2025

OperaMundi

Em 2011, as usinas produziram 77% da energia gerada na França

O investimento para manter ativas as usinas nucleares francesas será duas vezes maior entre 2011 e 2020, conforme os cálculos do Tribunal de Contas, que estima ainda um aumento dos custos de produção em torno de 10%.

Em relatório encomendado pelo governo francês após a catástrofe de Fukushima, no Japão, o Tribunal de Contas ressaltou ainda que o custo para desmantelar os 58 reatores em atividade e a administração dos resíduos gerados corre o risco de aumentar.

O investimento para que esses reatores continuem produzindo eletricidade (em 2011 representaram 77% da energia gerada na França) passará de 1,7 bilhão de euros em 2010 para cerca de 3,7 bilhões anuais em 2025, informou o organismo em comunicado.

Uma das razões do aumento são as medidas impostas pela ASN (Agência de Segurança Nuclear) à companhia EDF após o acidente em Fukushima.

Sobre as cargas futuras para o parque atômico francês, o Tribunal de Contas acrescentou que provavelmente subirão. No fim de 2010, essas cargas eram avaliadas em 79,4 bilhões de euros, dos quais 18,4 bilhões de euros para desmantelar os 58 reatores e 28,4 bilhões para armazenar os resíduos radioativos.

A ministra da Ecologia, Nathalie Kosciusko Morizet, destacou que apesar das incertezas relatadas, a energia nuclear continua sendo “pouco cara”.

No debate eleitoral sobre o futuro da energia nuclear, o atual presidente do país, Nicolas Sarkozy, se mostrou favorável a manter o predomínio do setor, frente ao candidato socialista, François Hollande, que quer reduzir seu peso na eletricidade para 50% em 2025.

O Tribunal de Contas pediu a criação de uma estratégia energética, que seja debatida e adotada “com total transparência e de forma explícita”.

 

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Ciência & Tecnologia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s