Santuário do Senhor Bom Jesus do Matozinhos

O adro e a igreja do Senhor Bom Jesus do Matozinhos
A implantação do conjunto

Em 1757,  na colina Alto Maranhão localizada na cidade de  Congonhas do Campo, teve início a construção do santuário votivo do Senhor Bom Jesus do Matozinhos, por solicitação de Feliciano Mendes fracassado produtor de diamantes. A principal referência do conjunto são os santuários setecentistas do norte de Portugal, Matosinhos, o Bom Jesus do Monte de Braga, Labruja perto de Ponte de lima e Nossa Senhora dos Remédios em Lamego. A utilização de formas curvas, se assemelha à obra do arquiteto português André Ribeiro Soares da Silva (1720-1769). O conjunto urbanístico é de excepcional qualidade na medida em que se aproveita da declividade do terreno para criar um trajeto ascendente que liga a cidade ao templo. Até hoje o templo é palco das maiores romarias de Minas Gerais. Na parte mais baixa se inicia a “via crucis” que descreve as passagens da paixão de Cristo através de 66 estátuas de cedro cuja policromia foi executada em 1796, por Francisco Xavier Carneiro e Manuel da Costa Ataíde. Os quadros da paixão se utilizam de recursos naturalistas através do uso de cabelos naturais e roupas que são aplicadas sobre as esculturas. As capelas que abrigam as seis cenas da Paixão de Cristo, se alinham às laterais do espaço da praça, separado da rua por uma mureta de cerca de um metro de altura. O trajeto entre as capelas é serpenteante, o que obriga o romeiro a cruzar a praça de um lado para o outro à cada nova cena visitada. Apenas a primeira capela, localizada na parte inferior da praça, não faz parte do tubo perspectivo definido pelas outras 5 capelas. Esta composição urbana evidencia a importância da Basílica do Senhor Bom Jesus, que ocupa posição central e elevada, graças à sua implantação que tira proveito da fortr declividade do terreno. Depois dos passos Aleijadinho se dedicou à elaboração dos profetas do adro da basílica. Não se tem precisão quanto ao autor do projeto do adro, mas dada a sua íntima relação com as eculturas dos profetas, é legítimo supor que este seja Aleijadinho. Os profetas  As esculturas formam um conjunto que possui grande unidade e sua força está diretamente vinculada as perspectivas de conjunto. Os profetas materializam uma verdadeira procissão que aproveita toda a plasticidade do adro, seus muros e escadas para criar um espaço de êxtase. As perspectivas que se formam a partir da sobreposição das esculturas umas sobre as outras, ora acima, ora ao lado, ora ao fundo, propicia imagens de grande potencial dramático. Ao final do trajeto da Paixão, justamente quando nos aproximamos das escadarias que nos levam ao adro e à basílica, podemos visualizar todos os doze profetas em conjunto. O Santuário é, portanto, uma representação da Bíblia cristã e transita desde o Velho até o Novo Testamento.

Planta do adro da igreja com a disposição dos Profetas

1. Isaías          2. Jeremias         3. Baruch           4. Ezequiel           5. Daniel           6. Oséias

7. Jonas          8. Joel                  9. Amós              10. Naum             11. Abdias        12. Habacuc

Fonte da imagem: SMITH, Robert C. e GAUTHEROT, Marcel. Congonhas do Campo. Rio de Janeiro: Agir, 1973.

Jeremias, ao fundo Ezequiel

Ezequiel, ao fundo Oséias

Abdias

Habacuc

Amós

Daniel

Joel

Naum

Jeremias, Isaías, Abdias e Amós

Fachada

Portada

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Htau 4 e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Santuário do Senhor Bom Jesus do Matozinhos

  1. monstrosagrado@gmail.com disse:

    Gostei muito do post. Matosinhos se escreve com “s”. Um abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s