Novas estações aliviam o movimento da Sé e da Paraíso

Estadão.com.br

Inauguradas novas estações da Linha 4-Amarela do Metrô de SP

Até o final do mês, Luz e República funcionam em horário reduzido – das 10h às 15h, de segunda a sábado

SÃO PAULO – Foram inauguradas na manhã desta quinta-feira, 15, as estações Luz e República, da Linha 4-Amarela do Metrô. Representantes do governo e convidados se reuniram em frente ao acesso da nova estação Luz na rua Brigadeiro Tobias. O governador Geraldo Alckmin (PSDB), o prefeito Gilberto Kassab (sem partido) e o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.

Novas estações já funcionaram nesta quinta-feira - André Lessa/AE
André Lessa/AE
Novas estações já funcionaram nesta quinta-feira

As novas estações já funcionam em operação comercial. Até o dia 30 de setembro, o funcionamento é das 10h às 15h, de segunda a sábado. Durante a cerimônia de inauguração, Alckmin afirmou que já no início de outubro as estações Luz e República devem atender em horário integral. O restante da Linha 4 já funciona das 4h40 à meia-noite, de segunda a sexta-feira. Aos sábados, ela funciona até a 1h do dia seguinte e só volta a abrir na segunda-feira.

O governador salientou que as novas estações devem desafogar o movimento na Linha3-vermelha.

O Metrô estima que cerca de 100 mil passageiros acessem diariamente a estação República, além de 132 mil passageiros na estação Luz. Com a inauguração do novo trecho, a Linha4-Amarela passa a ter 9 km de extensão.

O Metrô prevê ainda uma redução de movimento nas estações Paraíso, Sé, Luz (da Linha 1) e no trecho Paraíso-Luz, o mais carregado da Linha 1-Azul. Também há a perspectiva de redução de movimento na estação Brás, em razão da integração com as linhas da CPTM em Luz.

Próxima etapa. Agora, deverá ser concluída a 2ª fase de implantação da Linha 4-Amarela, com a construção de 1 km de túnel até a futura estação Vila Sônia, na zona oeste, além de complemento de acessos, acabamento das obras civis e instalação de sistemas operacionais nas estações São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho, Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie. O percurso entre Luz e Vila Sônia terá 12,8 km de extensão e 11 estações. A previsão é que as obras restantes sejam finalizadas em 2014. A partir de 2012, a Linha 4-Amarela já deve transportar cerca de 700 mil pessoas por dia./COLABOROU ISABEL CAMPOS, DA ESTADÃO/ESPN

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,inauguradas-novas-estacoes-da-linha-4-amarela-do-metro-de-sp,772990,0.htm

Anúncios

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Urbanismo e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s