A Praça Tiradentes em Ouro Preto

A Praça Tiradentes: à esq. a Casa de Câmara e à dir. o Palácio dos Governadores

O Morro de Santa Quitéria separava as duas freguesias de Vila Rica, Antônio Dias e Pilar. Cada uma de suas Matrizes estavam implantadas em sentido contrário uma para a outra, em cada uma das encostas do morro. A Praça Tiradentes se localiza justamente no alto do espigão do Santa Quitéria, simbolizando a união cívica das duas freguesias. Nela estão localizadas as principais construções cívis da cidade: o Palácio dos Governadores (1760) e a Casa de Câmara e Cadeia (1780). Ambos projetados por José Fernandes Pinto Alpoim. Implantadas uma em frente a outra nas duas extremidades da Praça de perímetro irregular e de proporçào retangular. Trata-se do maior espaço público da cidade e é para onde convergem as principais ruas da cidade, quase todas se configurando em ladeiras íngremes. A importância das duas edificações é enfatizado através da apropriação do perfil topográfico do terreno, fazendo com que o meio da praça seja mais baixo do que as extremidades. Em uma cidade onde as igrejas pontuam a paisagem, aqui elas adquirem uma posição secundária. Do lado de Pilar temos a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, cujo adro percorre lateralmente o corpo da igreja e alcança a Praça Tiradentes através de uma escadaria monumental que desemboca na lateral da Casa de Câmara. Em posição diametralmente oposta, já em Antônio Dias, se situa, em posição inferior à Praça, a Igreja de São Francisco de Assis. Ambas não se destacam no conjunto da Praça cujo protagonismo fica reservado aos prédios civis.

A Casa de Câmara e Cadeia e ao fundo a Igreja de N.S. do Carmo

O Palácio dos Governadores

Na Casa de Câmara e Cadeia ja se podem notar alguns elementos do neoclassicismo como o frontão e as severas colunas dóricas.

Anúncios

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em História da Arquitetura, Htau 4 e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s