Só acordo político pode impedir que os EUA entre em moratória

O Globo

Fernando Eichenberg

WASHINGTON – Enquanto o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se reúne neste domingo com os líderes do Congresso, crescem as especulações sobre as consequências para a economia do país e do restante do mundo se fracassarem as negociações políticas para evitar a moratória da dívida do Tesouro americano. Desde 16 de maio, quando atingiu o limite do teto de endividamento público, no valor de US$ 14,294 trilhões, o governo manobra para poupar e honrar seus pagamentos. Mas se democratas e republicanos não costurarem um consenso para elevar a capacidade de endividamento até o próximo dia 2, o calote será inevitável e inédito.

Cada americano nasce hoje com uma dívida de U$ 143 mil. Com PIB de US$ 14,7 trilhões em 2010, a dívida pública gira em torno dos 90% do PIB. As projeções para 2016 apontam crescimento da dívida para US$ 21 trilhões. Mark Weisbrot, economista do Center for Economic and Policy Research, aconselha, porém, que não se perca tempo com temores sobre um calote.

– O mercado trabalha com risco zero de que isso ocorra e eles parecem saber algo. Se o Congresso não autorizar o novo teto de endividamento, a primeira coisa que acontecerá é um >sav<crash nas Bolsas. Os bancos possuem títulos da dívida que perderiam seu valor. Wall Street seria o primeiro local atingido, mas eles são donos do Congresso e deste país, não permitirão que isso ocorra. É uma situação de refém: os sequestradores têm a arma apontada, mas sem bala.

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Economia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s