A Biblioteca Virgilio Barco

Impantação

Uma das grandes qualidades da cidade de Bogotá é sua rede de bibliotecas públicas, a BibloRed. Atualmente esta é composta por 36 bibliotecas e pretende conectar cerca de 200 outras nos próximos anos. Mais do que um local onde se pode desfrutar da leitura estas bibliotecas se transformaram em centros culturais que ajudam a transformar a paisagem urbana bogotana. Alguns dos principais Arquitetos colombianos foram chamados para projetar estas bibliotecas, entre eles Rogelio Salmona, que criou mais um espaço de alta qualidade: a Biblioteca Virgilio Barco.

O local foi um aterro sanitário, cujos volumes cercavam todo o perímtetro do terreno, e que foram mantidos por Salmona. Isto permitiu criar uma ambiência nova, isolada do intenso movimento das vias lindeiras, pois a Biblioteca é cercada por taludes que fazem seus três pavimentos desaparecerem na paisagem. A Virgilio Barco é, antes de mais nada, um fenômeno urbano, um percurso. O caminho da escala monumental da paisagem andina, para a intimidade de uma mesa de leitura. Uma sequência de pátios vai gradualmente nos levando ao encontro dos livros. Pátios onde Salmona lança mão de seu espaço expressivo, configurado por infinidade de texturas a partir de três materiais básicos: a água, o concreto armado e o tijolo. Sua obsessão pelo cilindro que define o volume da principal sala de leitura é o epicentro desta composição que faz ecoar, mais uma vez, a presença tanto de Louis Kahn como da Arquitetura tradicional colombiana, por sua vez influenciada pela arquitetura moura. Impossível não se lembrar da Alhambra granadina ao percorrer estes espaços que tocam nossos sentidos. Sons, texturas e cheiros nos envolvem completamente criando uma atmosfera excepcionalmente rica. A iluminação, sempre tratada de forma indireta através de uma série de soluções zenitais, imprime uma certa dramaticidade ao espaço. Foi o último projeto de Rogelio Salmona.

Fonte dos desenhos: SOCIEDAD COLOMBIANA DE ARQUITECTOS. Arquitectura en Colombia y el sentido de lugar: últimos 25 años. Bogotá: Sociedad Colombiana de Arquitectos, 2004.

 

Anúncios

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em História da Arquitetura e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s