A Demolição do Ca’d’oro

Estadão
Histórias de um hotel classudo
 

por Edison Veiga

ERA UMA VEZ…
Na semana passada, o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) autorizou a demolição do Hotel Ca’d’Oro, o primeiro cinco estrelas da cidade. Desativado desde dezembro de 2009, o classudo hotel inaugurado em 1953, símbolo de um glamour que não existe mais, é rico em histórias curiosas.

Para se ter uma ideia de como o Ca’d’Oro prezava a elegância, até 1962 era proibida, em seu restaurante, a entrada de homens sem gravata. Havia até uma placa, oficializando a norma. Depois, a regra foi abrandada – era exigido apenas o paletó, embora dificilmente algum frequentador dispensasse a gravata. A administração mantinha paletós para emprestar aos desavisados.

Também não faltavam hóspedes ilustres. O pintor Di Cavalcanti chegou a morar ali durante meses. O poeta Vinicius de Moraes e o escritor americano Gore Vidal também eram figurinhas fáceis. Nos anos 80, quando se submeteu a tratamento médico em São Paulo, o então presidente João Batista Figueiredo chegou a despachar de uma suíte do hotel.

http://blogs.estadao.com.br/edison-veiga/2011/03/16/historias-de-um-hotel-classudo/

Sobre Marcos O. Costa

Arquiteto Urbanista formado pela FAU Mackenzie com mestrado em estruturas ambientais urbanas pela FAUUSP. Associado à Borelli & Merigo, onde desenvolve projetos nas áreas de edificações e urbanismo. É professor da FAAP e da Escola São Paulo. A publicidade exposta neste Blog é de responsabilidade da Wordpress
Esse post foi publicado em Bairro da Consolação e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s